quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Migrei!

É... decidi-me a mudar para os blogs do Sapo.

Não sei se ficarei por lá eternamente, se lá ficarei de facto mais bem servida, mas... vou!

Podem continuar a espreitar-me aqui: http://avidadagorduchita.blogs.sapo.pt/ (atualizem pf!)! Fico lá à vossa espera!
Eu continuarei a espreitar os vossos blogs (sapo ou não)! :)

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Sonhos



Esta noite sonhei que a S. tinha desaparecido, algures numa festa / hotel / excursão (não tenho bem memória do que se estava a passar, mas lembro-me de um autocarro e um salão de festas...).
Acordei quando estava a percorrer os corredores, a chorar, completamente perdida sem saber o que fazer e onde procurar mais.
Acordei sentada na cadeira do quarto dela, com ela nos meus braços (porque tinha ido "socorrer" mais um dos seus acordares noturnos). O meu coração batia forte, sentia o peito oprimido.
Dei-lhe um beijo na testa, deitei-a na sua cama, voltei para a minha e deixei que as lágrimas corressem.

Voltei a adormecer, para voltar a sonhar.
Desta feita, que estava a assistir em direto na televisão ao incêndio da casa da minha irmã, e eles (a minha irmã, cunhado e sobrinhos) lá dentro. Conseguiram safar-se com alguns (poucos) ferimentos, mas perderam tudo o que tinham. E eu, em frente à televisão, sem saber o que fazer.

Acordei com a sensação de estou a precisar de fazer terapia! Isto não é normal!!

And so it begins

Aos 2 anos, 6 meses e 17 dias, o primeiro convite para uma festa de aniversário!


terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Noite completa

Hoje a S. dormiu a noite completa. Adormeceu pelas 21.30-21.45, acordou às 8h da manhã!
Já não me lembro quando foi a última vez que tal aconteceu. Já não me lembro quando foi a última noite em que ela não me chamou pelo menos uma vez a meio da noite, a chorar, pedindo colo.
Era tão bom se tal fosse um retomar de noites bem dormidas...

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

10 anos


Reparei agora que este blog fez 10 anos no dia 15 do corrente mês.
Há 10 anos que tenho este cantinho. Uau!
Parabéns para mim e para o meu blog!

Poupança - Balanço mensal #1

Há que assumir: este não foi um bom mês de poupança!
Por outro lado, e depois de analisar o registo dos gastos de Janeiro, para poupar muito mais, teria de fazer ajustes significativos no estilo de vida. E isso, assusta-me um bocado. 

Aqui fica a minha reflexão:

Primeiro
Desafio das 52 semanas. Como disse aqui, optei por uma versão aleatória, colocando valores sem ordem definida, assumindo a premissa de os cumprir todos.
Nestas primeiras 4 semanas, os valores foram estes:
     Semana 1: 15,00€
     Semana 2:   4,00€ 
     Semana 3: 10,00€
     Semana 4:   7,00€
            Total: 36,00€

Fica aquém do que pensei conseguir este mês, mas nada está perdido, além de que fui colocando o dinheiro no frasco, sem muita reflexão (tratou-se, na maioria das vezes, do valor que tinha na carteira quando me lembrava de cumprir o desafio).
Fevereiro terá de ser mais abonado!

Segundo:
Poupança global. Somando o valor acima, fiquei em 6% de poupança. Ou seja, de todo o dinheiro que gastei, apenas 6% foram para poupanças, o que é francamente pouco. É melhor que nada mas é pouco.
Tenho de  fazer subir esta percentagem para os 10%, pelo menos.

Terceiro:
Despesas não rotineiras. Em janeiro gastei quase 185,00€ que considerei como gastos extraordinários. Não significa que não fossem necessários (uns mais que outros, naturalmente), mas saem fora das despesas mensais habituais. Tenho de ter mais atenção a estes gastos, para não fugirem do meu controlo.
Tive também quase 115,00€ de despesas que considero como Pontuais, ou seja, aquelas que sendo previsíveis, não têm carácter mensal. É o caso de um seguro de saúde (pago trimestralmente) e a quota da Amnistia Internacional (anual).

Quarto:
Refeições. Almocei fora 7 vezes este mês, com um valor médio de cerca de 7€ por refeição - poderia ter poupado um pouco mais nesta categoria (mais marmitas, e refeições menos onerosas quando for fora). 


Penso que me está a faltar definir claramente orçamentos por categorias. Mas ainda não tenho dados suficientes para tal, por isso, vou manter-me pelos registos e controlo regular mais um ou dois meses.

Fevereiro é mês de rendimento extra que tentarei veicular grandemente para poupança (embora haja uns pneus do carro para trocar...). Logo vos digo como correu!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

7 pedaços gorduchitos

Hoje escrevo sobre mim. Inspirei-me aqui. Acho que nunca fiz posts desta natureza, mas às vezes é interessante debruçarmo-nos sobre nós mesmas.


1. Adoro Montanhas Russas. Há anos que não ponho os pés numa, até porque há anos que não vou a um parque de diversões, mas sou fã dos altos e baixos e das voltas de pernas para o ar. Tenho de voltar a uma em breve!

2. Sou (hiper) gulosa. Adoro doces. Adoro sobremesas. Por mim, comia sobremesas docinhas em todas as refeições. Costumo dizer que "não existe doce demais" (embora haja, de facto, um ou outro docito que passa das marcas).

3. Já fui ao Alaska. Não estive no Alaska "profundo" mas, ainda assim, Alaska e passei lá 5 dias fantásticos. As paisagens são de cortar a respiração. Os glaciares impressionam. Vimos um urso nas traseiras do hotel. Adorava lá voltar (embora haja pelo menos uma dúzia de locais ainda não visitados a que quero ir primeiro, antes de repetir este).

4. A minha cor preferida é o preto. Sem nunca ter tido um estilo gótico ou qualquer outro com nome próprio, houve fases da minha vida em que praticamente só me vestia de preto. Depois, com o tempo, fui acrescentando outras cores ao meu vestuário, como rosa, vermelho, e até um vestido amarelo. Mas ando com vontade de retornar ao preto, às cores escuras. Acho que me ficam bem e assim, também simplifico a tarefa do armário cápsula que quero implementar! 

5. Não gosto de cozinhar. Tento, por vezes, combater esta minha reduzida paixão pela cozinha com não-sei-quantos livros de receitas, a ver se me inspiram, mas o habitual é ficarem parados infinitamente nas estantes. Só cozinho porque tem mesmo de ser.

6. Não bebo bebidas alcoólicas. Faço exceção apenas a um bom espumante / champanhe. Passei toda a minha vida académica sem beber (salvo duas "honrosas" noites) e não me custou nada ir para a noite e divertir-me com os meus amigos sem a ajuda do álcool. 

7. Não bebo café. Porque não gosto do sabor. Não gosto de nada que leve café ou tenha sabor a café (gelados, sobremesas, rebuçados, chocolates... se tiverem café, não vai). Não bebo e não me faz falta nenhuma.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Para mais tarde recordar #16

Ontem à noite, as duas deitadas na cama, já a meia luz..

S. (passando a mão no meu rosto) - Pronto, mamã, não fiques triste. Não fiques triste! (é uma frase habitual dela, sem que tenha necessariamente um enquadramento. Não sei de onde veio...)
Eu - Não, bebé, a mamã não está triste. Estou muito feliz por estar aqui contigo. E tu, estás feliz?
S. (rebolando-se) - Não, não estou feliz. Estou com sono.

Serendipity



 

Ontem revi este filme:


Incrivelmente, nunca tinha visto o filme desde o início, e ontem, por acaso, apanhei-o a começar no AXN White. Fiquei a ver (rever). 
Não sendo a maior fã do estilo comédia romântica (este também não é exatamente uma comédia), gosto muito deste filme. Até porque gosto muito do John Cusak.

May our lifes be full of serendipity! :)

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Marcha das Mulheres

ADOREI! :)



Vejam mais aqui!

Dinheiro a fugir

Sempre achei a nossa conta de eletricidade elevada. Quer dizer, sei que tenho tudo elétrico, não há nada a gás, o aquecimento / arrefecimento é feito com ar condicionado, temos termoacumulador para aquecer a água... mas mesmo assim, somos só 3 em casa e tento aproveitar ao máximo a tarifa bi-horária. Pagar valores médios de 120-140€/mês é muita massa.

Nos meses de Verão lá conseguimos baixar, à custa de desligar a resistência do termoacumulador e deixar os painéis solares fazerem o seu trabalho de aquecer a água, mas quem vive no Norte só consegue ter esta vantagem uns 3 meses do ano (4, em anos loucos).
Na minha cabeça, nem devia ser preciso desligar a resistência. O sistema devia ser inteligente o suficiente para gerir o trabalho dos painéis.

Mas na sexta-feira percebemos o porquê de tal não acontecer: algo está errado nos sensores de temperatura (tanto do termoacumulador como dos painéis) e põe o sistema a fazer circular água quente do termoacumulador para os painéis! Estão a ver o que isto significa nestes dias de inverno? Estávamos a aquecer água, à custa de muitos kilowatts, para aquecer os painéis! 
A água estava sempre a circular e a resistência sempre ligada, claro! Dinheiro a fugir, era o que era!!


Desligamos aquela porcaria (a ligação com os painéis).
Já falamos com um picheleiro/canalizador/instalador destes sistemas para ir lá a casa fazer uma revisão geral ao sistema.
Até lá, conto que os consumos baixem, ainda assim, só por ter aquilo desligado.
Neste mês já não se refletirá grandemente na fatura, porque faltam 3 ou 4 dias para fazer a leitura, mas espero ver resultados na fatura de Fevereiro!

Podia dar-me para pior!

Pequenina adoentada + Tempo frio = Fim de semana inteiro "fechada" em casa

Resultado:
Fui para a cozinha e fiz um bolo de alfarroba (ficou tipo brownie, que eu pus-me a inventar com a receita) e umas bolachas de aveia, banana e côco.


Podia dar-me para pior.
Mas assim, também deu para distrair um pouco a S. que me ajudou a fazer as bolachitas. É que o tempo custa a passar quando estamos confinados às "quatro" paredes de casa!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Incoerências da minha vida

Ontem foi aquele dia em que consegui e me dediquei a fazer a lista de tudo o que tenho na despensa e no frigorífico e no congelador, para poder planear as refeições até ao fim do mês, rentabilizando o stock (conforme disse aqui que ia fazer).

Ontem também foi aquele dia em que estava completamente sem vontade de cozinhar e aproveitando que a S. ficou em casa da avó, desafiei o marido para jantar fora e fomos.

Uma pessoa diz que quer poupar e depois vai jantar fora! Tá certo!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Cama nova


Há muito que namoro estas camas. Há muito que pensava em arranjar uma assim para a S., aproveitando para remodelar o seu quarto, dando-lhe um ar mais cuidado.
Procurei em vários sítios, encontrei preços que não me apelavam e fui deixando passar o tempo.
Algures nos finais do ano passado (Novembro, talvez) decidi que estava na hora de tratar mesmo disso.
Voltei a pesquisar, voltei a encontrar preços que não queria pagar, mas que considerei visto não estar a encontrar alternativas.
Decidi questionar as pessoas mais chegadas em busca de um carpinteiro que me fizesse a cama.
Encontrei um. Com um preço decente de fabrico (da pintura vamos nós tratar).

Depois de alguns atrasos, a cama está finalmente pronta a ser entregue (hoje levam-na lá a casa)!
Estou mesmo feliz. Ainda falta pintá-la e temos de organizar o resto do quarto, mas só o facto de a receber hoje, depois de tanta procura e espera, já me deixa bem feliz! :)

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Até ao fim do mês: Usar o que tenho em casa!

Embora não tenha ficado muito claro na lista que fiz, um dos objetivos deste ano é poupar mais.
Não que estejamos assoberbados de dívidas, mas tenho a sensação que o fim de mês é sempre um pouco apertado.
Tenho tido dificuldade em pôr o marido a fazer o registo das despesas. Já tentei ficheiros excel, já tentei Boonzi (pc e app no telemóvel) mas mesmo assim, ele diz que se esquece.
Torna-se difícil fazer uma gestão eficaz só com o registo e controlo das minhas despesas, mas mesmo assim, optei por fazê-lo.
Retomei um ficheiro que tinha há já uns anos, fiz-lhe umas atualizações e tenho registado tudo direitinho desde o início do ano.

A pouco mais de meio do mês, sinto que as contas já estão novamente à justa. Não gosto disso.

Outro dos objetivos que defini para este ano, foi começar a planear semanalmente as refeições. Tenho-o feito de forma um pouco atabalhoada (com ajustes e trocas), mas não tem sido complicado ao fim do dia decidir o que fazer para o jantar.
Mas a gestão do stock não está a ser muito eficaz. Sinto que tenho demasiadas coisas no congelador e na dispensa, mas nem sei bem quais são.

Atendendo ao estado das contas (a roçar o limite mínimo por mim aceitável nesta fase do mês) e à necessidade de melhor planeamento e gestão das refeições e dos stocks, decidi que hoje (se a cachopa me deixar) vou fazer uma lista de tudo o que tenho (congelador, dispensa e frigorífico) e vou tentar fazer um plano de refeições que optimize a utilização do stock, evitando ao máximo as compras até ao fim de mês. Acho que tenho comida suficiente para duas semanas.
O objetivo é não comprar nada mais que frescos (legumes e frutas) até dia 31.

A ver vamos como me dou! :)


segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Este fim de semana...

...desmontei a árvore de Natal!
Não chegar ao Carnaval é o grande objetivo de cada ano, nem sempre alcançado!
Mas este ano portei-me bem. Só passaram 10 dias do dia de Reis! Nada mau! :)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Últimas compras, Próximas leituras

Estas são as minhas últimas compras no OLX:

Para tirar mais partido da minha "prima da Bimby"! :)

Porque dicas de poupança nunca são demais! E talvez funcione melhor controlar os gastos em papel que no ficheiro de excel! A ver vamos!

Porque sinto que preciso aprender mais sobre como lidar com a minha filha! Não que ela seja uma criança problemática ou faça grandes birras, mas o saber não ocupa lugar e se conseguir ser melhor mãe, ótimo! :)

No total, paguei 18,00€ pelos 3, já com os portes de envio. Se os comprasse novos, ficariam por 47,5€ (ou 42,75€ com os 10% de desconto habituais na maioria das livrarias). Uma diferença significativa!

Os dois primeiros, naturalmente, não se podem contabilizar como livros para ler.
O terceiro, planeio lê-lo depois deste: 


Há já algum tempo que está lá em casa e está na hora de me dedicar a lê-lo! Tivesse eu orçamento, e fazia a Pós Graduação em Parentalidade Positiva que a Magda vai promover em Fevereiro no Porto!
Não tendo, dedico-me à leitura e tento tirar o máximo de informação possível para aplicar com a minha pequenina! :)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Para mais tarde recordar #15

A S. passou dois dias em casa dos avós.
Na manhã do segundo dia, tendo lá passado a noite, pergunta:
 - 'Vó, por que é que tu não vais trabalhar?
Avó - Porque a avó é mais velha!
S. - Então vais para o lixo!

(claro, coisas velhas vão para o lixo!)

Para mais tarde recordar #14

Registos do ano passado que ainda não tinha publicado!

25.11.206
A S. está dentro da sua tenda.
Ama – Tu vives aí agora? Vives na casota?
S. – Não, Laurinda. Eu não vivo na casota. Quem vive na casota são os cães. Eu vivo em Água Longa. E os “pimos” vivem em Tunes.

A vestir o pijama à S.
Eu – Vamos vestir esta camisola do Bambi?
S. – Não, essa camisola cheira mal.
Eu – Não cheira nada. Cheira bem. Está lavadinha.
S. encosta a camisola ao nariz – Hmmm… cheira bem. Cheira a limão!

Eu, a ler o livro do aniversário do Bolinha:
 - O leão é um tonto. A pensar que se esconde atrás de uma folha.
S. – O leão é um tonto.
E começa a rodar sobre si própria.
S. – Olha mãe, estou a girar. Vou ficar tonta como o leão!

01-12-2016
Ela sentada na cadeira da papa. Começa:
S. - Pega mamã, um leão para tu comeres.
Eu – nham, nham (fingindo que pego em algo e como)
S. – Pega um hipopótamo
Eu – nham, nham (novamente)
S. – Pega, mamã, um gato.
Eu – Não, bebé, a mamã não come gatos.
S. – Mas... mamã, gato faz-te bem!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Livros 2017 #2


Este é o segundo livro de 2017. Estou a um ritmo alucinante! :D

É um livro pequeno - 128 páginas (eu li uma versão pdf, de tradução brasileira) - que li ontem de empreitada! (Dá para perceber que "poupança" é um tema que me interessa especialmente neste ano?)
É muito interessante, que apresenta as regras para se conseguir estabilidade financeira (e até riqueza) de forma muito simples mas em forma de história. Não traz grandes novidades mas aconselho pela fácil leitura e pela sistematização da informação! 

Deixo-vos as "Sete soluções para a falta de dinheiro":

  1. Comece a fazer o seu dinheiro crescer - "Em cada dez moedas conseguidas de qualquer fonte, não gastem mais do que nove." Ou seja, guardar/poupar 10% do que se ganha!
  2. Controle os seus gastos - "O que costumamos chamar de "despesas necessárias" sempre crescerá para tornar-se igual a nossos rendimentos, a menos que façamos alguma coisa para inverter essa tendência. (...) Façam o orçamento de suas despesas de modo que possam ter dinheiro para pagar pelo que é necessário, pelos prazeres e para satisfazer seus mais valiosos desejos sem despender mais do que nove décimos de seus ganhos."
  3. Multiplique os seus rendimentos - "Pôr cada moeda para trabalhar de modo que possa reproduzir-se como algodão nos campos e trazer-lhes lucro, um rio de riqueza fluindo constantemente para dentro de suas bolsas" Ou seja, pôr o dinheiro a render, de alguma forma.
  4. Proteja o seu tesouro contra a perda - "Protejam seus tesouros contra a perda, investindo onde o principal esteja a salvo, onde possa ser reivindicado sempre que o desejarem e onde fique claro para vocês que vão realmente conseguir uma bela renda. Consultem homens experimentados. Sigam a opinião daqueles que lidam habitualmente com dinheiro. Deixem que o tirocínio deles proteja seus tesouros contra os investimentos de alto risco". 
  5. Façam do lar um investimento lucrativo - "Tenha o seu próprio lar." Ou seja, não arrendar, mas sim comprar casa!
  6. Assegurem uma renda para o futuro - "(...) seja previdente quanto às necessidades de sua velhice e quanto à proteção da sua família."
  7. Aumente a sua capacidade para ganhar - "O sétimo e último remédio para a falta de dinheiro é cultivar suas próprias aptidões, estudar e somar conhecimentos, tornar-se mais habilidoso e agir sempre respeitando a si mesmo. Dessa forma, adquirirá suficiente autoconfiança para realizar seus mais acalentados desejos."
Atendendo ao ritmo de vida de hoje, e à volatilidade dos empregos, apenas posso discordar (em parte) do ponto 5. 
De resto, por muito complicado que possa parecer implementar estas regras, não há como contestá-las! :)

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Um dia bom


No sábado ficamos só as duas. O pai tinha o dia todo ocupado com os escuteiros.
As aulas de babyoga ainda não recomeçaram e por isso, tínhamos um dia inteiro pela frente para ocupar.
Fizemos a manhã sem pressa - pequeno almoço, vestir, brincar um pouco!

Pelas 11h e qualquer coisa, propus-lhe irmos passear.
 - Onde vamos, mamã?
 - Vamos ver o mar e a areia, bebé! 
 - E podemos brincar?
 - Claro, bebé! :)

Metemo-nos no carro e seguimos para o Porto.
Ligamos a uns amigos, fizemo-nos convidadas para almoçar (lol), mas ainda passamos pela praia primeiro.
Sentamo-nos as duas a mexer na areia e contemplar o mar. O dia estava fantástico. 

Seguimos depois para casa da R. e do M. Almoçamos, descontraímos um pouco e voltamos para a zona da beira mar, desta vez acompanhadas.
Passeamos os 4 ao longo do passeio junto à praia, fomos novamente à areia para ela brincar mais um pouco, corremos, brincamos...
Voltamos a casa da R. e do M., lanchamos todos, vimos o Pateta e o Donald na televisão e fomos as duas embora, já pelas 19.30h.
Adormeceu pelo caminho. Já não jantou e dormiu seguido (com os acordares habituais) até de manhã.

Foi um dia bom! :)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

A venda mais rápida

Hoje coloquei um livro à venda no OLX às 11:02.
Às 12:35 recebi uma mensagem de um interessado.
Às 13:12 já estava a receber o comprovativo de transferência para pagamento.

2h10m foi o tempo que o livro esteve disponível. UAU!!!

Livros 2017 #1

Quando defini como objetivo ler, pelo menos, 10 livros este ano, pensei no estilo ficção, romance...

Mas não faz sentido não contabilizar outras leituras que, não se enquadrando naquele tipo, tomam o seu tempo e acrescentam valor.

Este é o primeiro livro de 2017.


Por um dos objetivos do ano também passa por gerir melhor o dinheiro e poupar mais.
Com uma escrita simples, e de leitura rápida, é um livro muito interessante. Não me trouxe nenhuma fórmula mágica, nem sequer informações muito novas, mas deu para tirar umas ideias e cimentar mais a meta da poupança.
Peca apenas por já ter uns anos (é de 2011), estando desatualizado nas questões dos juros dos créditos e afins, mas fora isso, foi uma leitura muito útil! :)

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Desafio 52 semanas

Ontem preparei o meu frasco para o Desafio das 52 semanas.
Ajustei o ficheiro de registo, imprimi-o e colei-o no frasco, para lá ir anotando o que vou colocando.

A minha ideia inicial era fazer esta versão adaptada
Mas depois refleti um pouco mais e vou usar a versão base mas fazer tipo bingo - vou colocando os valores conforme me der mais jeito, alternando entre valores mais altos e valores mais baixos, definindo como meta, cumprir todos eles.
Assim, o ficheiro tem a coluna do total em branco, que vou preenchendo à medida que vou acrescentando os valores.
Podem consultar o meu ficheiro aqui.


Estou pronta! E até já coloquei o primeiro valor - o da semana 15, para começar assim calmamente mas com confiança! :)

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Desejos / Decisões para 2017 - Primeiros passos

Ontem dei já os primeiros passos para o primeiro e para o último desejos/decisões listados aqui.

1. Fiz sopa para mim. Há largos meses que não fazia sopa para mim e ontem, depois de deitar a S. fui para a cozinha fazer sopa (e deixar vegetais prontos para próximas). Será o meu jantar de hoje e tentarei que uma das refeições do dia (almoço ou jantar) seja sempre apenas composta por sopa + fruta.

2. O primeiro passo para um armário cápsula é fazer arrumação / limpeza ao que temos no nosso próprio armário, e separar as roupas de que realmente gostamos e nos servem, das que ou não gostamos / não usamos ou não nos servem. Tenho, lamentavelmente, muitas destas últimas, que me estavam a atafulhar o armário e a deprimir todas as manhãs!
Fiz ontem uma primeira limpeza às minhas gavetas e cabides. Separei as peças que "não gosto, não uso, não estão em estado lá muito apresentável" para um monte, as que não me servem mas que gosto (e que me vão voltar a servir) para um outro monte, e ainda para outro as peças de Verão que ainda andavam para lá misturadas.
Vou despachar (dar, vender,...) o monte nº1, e o resto, guardei no armário do quarto de hóspedes.
Fiquei com o armário semi vazio e um montão de cabides!


Fiquei mesmo com a sensação de que preciso de ir às compras, que fiquei sem ter o que vestir mas as regras da coisa dizem para aguardar e re-avaliar daqui a algum tempo. Até porque a ideia não é ter muita coisa, mas sim poucas que se combinem bem entre si (que é algo que não tenho, verdadeiramente, neste momento).

Assim, vou esperar aí até ao final do mês e ver como me dou com as peças que ficaram.
Pode até ser que no final do mês já consiga ir buscar alguma(s) das peças que encostei por não servirem! :)


segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Desejos / Decisões para 2017

A minha mente anda num reboliço.
Preciso mudar a minha vida, tanto a nível pessoal como a nível profissional.
Não sei ainda exatamente o quê, nem exatamente como, mas sei que preciso que haja mudanças significativas.

A minha lista de desejos / decisões para 2017 é um pequeno (minúsculo) passo nesse sentido (embora, vista de fora, possa não dar para perceber muito bem como).

  • Perder 10 kgs (esta é tão velha que até cansa)
  • Visitar os padrinhos da S. em Bruxelas (e dar um giro naquelas redondezas)
  • Ir aos Açores
  • Aderir e completar o "Desafio das 52 semanas" (nesta versão adaptada)
  • Levar a S. ao Oceanário e ao Zoo de Lisboa (que se traduz também em: passar uns dias ou fim de semana a Lisboa)
  • Planificar semanalmente as refeições
  • Fazer mais refeições vegetarianas
  • Ler, pelo menos, 10 livros (tenho andado tão longe disto...)
  • Fazer 1 semana de praia com a S. (traduzindo: um mínimo de 7 dias de praia, mesmo, com sol e idas ao mar e tudo)
  • Terminar o Caminho para Fátima
  • Fazer um calendário do Advento para a S. (este ano, já conseguirá dar valor e acompanhar o processo)
  • Levar a S. ao Portugal dos Pequenitos
  • Retomar as caminhadas regulares (e, se possível, também as corridas)
  • Implementar o conceito de Armário Cápsula (Capsule Wadrobe) no meu guarda roupa