sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Já vos disse...

...para visitarem e seguirem o blog de saldos de produtos Tupperware da minha maninha?

Espreitem aqui: http://saldosesobejos.blogspot.pt/


quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Contra corrente

Hoje, contra todas as minhas expectativas, a minha balança presenteou-me com um 64,9kg.
Após uma série de dias sem quaisquer cuidados especiais, em que comi umas doçuras e mais pão que o meu habitual, o peso baixa!
Será músculo a desaparecer e a ser substituído por gordura??? MEDO!!

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Xiça lá para os fins de semana

A pessoa bem começa cheia de boas intenções e tal e não vou estragar tudo e vou-me portar bem... depois vai-se a ver e é bolos e fritos e sabe-se lá mais o quê...

Não avaliei os resultados do mau comportamento. Não quis pôr-me em cima da balança e desanimar com o   facto de ter cometido uns erros (grandinhos) no sábado.

Prefiro portar-me mesmo bem 2 ou 3 dias para ver se consegui rapidamente limitar os danos. Ontem já me alimentei (mais ou menos) direitinho. Mantendo a alimentação correta hoje, amanhã já volto a pesar-me e ver como estão as coisas.


quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Mais 1,4kg

É o resultado das férias!
Não me assusta! Afinal, são apenas fruto de uns quantos dias de alimentação menos controlada e horários desregulados! Nada que meia dúzia de dias de ordem não resolva. :)

As caminhadas já retomaram o seu ritmo normal (embora tenha de dizer que andar a pé foi o que não faltou nestas férias) e a alimentação vai-se compondo de dia para dia.
Até 2ªf, conto estar já abaixo dos 65,5 e no final da próxima semana, abaixo dos 65kg.

O objetivo é o mesmo de sempre: 60,0kg. Não sei bem quando... Final de Outubro será razoável? A ver vamos! :)

terça-feira, 31 de julho de 2012

65,0 Kg

E na véspera do aniversário, a minha balança diz-me que estou com 65,0 kg. Ainda me deu um 64,9kg mas quando voltei a subir para confirmar, já lá estava um 65,0. Por 2 vezes, por isso, assumo o 65! 

Não é mau! Se perdesse meio quilo a cada semana, perdia 2 quilos por mês, o que queria dizer que rapidamente chegava ao meu objectivo.
Não stresso. O peso não é tudo... aliás, costumo dizer que não me importava de pesar mais 10 quilos se vestisse 2 tamanhos abaixo! LOL
Pronto, não vale a pena exagerar mas a verdade é que não estou a gastar muito o meu pensamento com isto. Vou implementando regras na minha vida, no exercício, na alimentação e vou acompanhando os resultados.

Amanhã, entro de férias. Bem merecidas... ou pelo menos, muito desejadas. A ver vamos se conseguirei comportar-me decentemente e não trazer quilos a mais! :)

terça-feira, 24 de julho de 2012

5 meses depois...


Cinco meses depois do ultimo post, aqui estou eu de volta. Durante este tempo não desisti, apenas me faltou a vontade de escrever.


Hoje a balança presenteou-me com 65,5kg. Baixar dos 66kg é sempre uma luta e fico feliz quando vejo um 65 qq coisa. Mas sei que descer daqui é cada vez mais difícil. Quase tão difícil como conseguir não voltar aos 66 ou mais.

Mas tenho-me convencido que, mais que o exercício, a alimentação tem de ser bem regrada e equilibrada e ando a ponderar novos regimes alimentares. Não sei se conseguirei fazer a mudança que ando a amadurecer no meu íntimo mas sei que teria excelentes resultados se o fizesse, tanto a nível de peso como de saúde (embora esta não esteja com nenhum problema evidente ou do meu conhecimento).
Enquanto não sigo essa via, tenho introduzido modificações pequenas. Reduzi drasticamente o consumo de lacticínios e evito a carne (em especial, a carne vermelha). O meu pequeno almoço tem agora sempre fruta, normalmente, sumo de laranja e uma banana.
As refeições incluem muito mais vegetais (de preferência, crus) e também fruta. Faço orelhas moucas à teoria de comer no máximo 3/4 peças de fruta, quando se quer emagrecer. É preferível fruta a bolachas ou arroz ou similares.
Estou também a reduzir o consumo de alimentos processados, embora ainda esteja em níveis demasiado elevados para ser de facto uma mudança significativa e com resultados.

O exercício mantém-se em níveis muito interessantes para aquilo que era o meu hábito há 1 ano atrás. Faço caminhadas praticamente diárias, tendo aumentado a duração nos últimos tempos. Se antes fazia cerca de 30-35 minutos/ dia, agora tento não fazer menos de 50 minutos, sendo que em muitos dias faço quase 1h30m, especialmente desde que comecei a fazer também caminhadas de manhã (não sei quanto tempo durará isto... lol).
A adicionar a isto, desde Setembro do ano passado que faço 2 aulas/semana de TRS / bootcamp (treino funcional), que agora em Julho passaram a 3/ semana e que pretendo manter (descobri algo que realmente me agrada fazer e me dá prazer).

Estou longe de ter o corpo e a forma física que gostaria, mas sinto evoluções sustentadas na minha capacidade física, na minha estrutura muscular.

De amanhã a oito dias faço 35 anos. Gostava de nesse dia pesar-me e estar abaixo dos 65kg. Seria uma pequena vitória num aniversário que quero que dite mudanças relevantes na minha vida. Só depende(m) de mim e por isso, aqui vou eu à luta! :)

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Não desapareci

Esta semana vou comprar uma nova balança. Estou de olho numa que mede também gordura corporal, para melhor acompanhar a evolução.
Mal a tenha, peso-me para saber a quantas ando.

A roupa está-me mais ou menos na mesma, o que logo à partida não é mau sinal.
Tenho mantido o nível de exercício, com as caminhadas diárias que tão bem me sabem!
A alimentação tem (muitos) dias menos bons, mas nada de extraordinário.

Sinto-me genericamente bem comigo mesma, que é o mais importante.
Tenho na minha cabeça a minha meta, que sei ser difícil de cumprir, mas da qual não vou desistir, e por isso, vou regrar a sério o consumo de doçuras e apostar mais na fruta e nos vegetais.

Tenho estado deste lado a acompanhar-vos mas sem grande vontade de deixar comentários ou de postar. Hei-de voltar com mais genica! :)

Bjs e Bom Carnaval! :D

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

O novo ano...

A ressaca dos doces da época de Natal ainda se faz sentir. Sinto falta de açúcar a toda a hora. Sacio-a com um quadrado de chocolate, com uma bolacha, uma fatia de pão-de-ló. Qualquer coisa que seja doce mas que só sacia por um bocado... um bocado demasiado pequeno.
Tenho de domesticar esta necessidade, tentar ignorá-la para ver se se vai embora.

Tenho na minha cabeça que até Abril (mês em que celebro o 10º aniversário de casada) tenho de reduzir peso e volume de forma expressiva.
Expressiva, no que se refere ao peso, é pelo menos 10%. De preferência em massa gorda. Conseguirei? Não sei.
Vejo o meu calendário no outlook a ficar já meio alucinado entre auditorias e formações e sei lá mais o quê, que me obrigam a não ter um dia a dia padrão, que facilitaria e muito a gestão alimentar!
Mas vamos viver um dia de cada vez, manter (ou, de preferência, aumentar) os níveis de exercício, hidratar muito, quem sabe retomar o hábito do creme anticelulítico e acompanhando os resultados!

Bom ano para todas(os)! :)