segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Poupança - Balanço mensal #1

Há que assumir: este não foi um bom mês de poupança!
Por outro lado, e depois de analisar o registo dos gastos de Janeiro, para poupar muito mais, teria de fazer ajustes significativos no estilo de vida. E isso, assusta-me um bocado. 

Aqui fica a minha reflexão:

Primeiro
Desafio das 52 semanas. Como disse aqui, optei por uma versão aleatória, colocando valores sem ordem definida, assumindo a premissa de os cumprir todos.
Nestas primeiras 4 semanas, os valores foram estes:
     Semana 1: 15,00€
     Semana 2:   4,00€ 
     Semana 3: 10,00€
     Semana 4:   7,00€
            Total: 36,00€

Fica aquém do que pensei conseguir este mês, mas nada está perdido, além de que fui colocando o dinheiro no frasco, sem muita reflexão (tratou-se, na maioria das vezes, do valor que tinha na carteira quando me lembrava de cumprir o desafio).
Fevereiro terá de ser mais abonado!

Segundo:
Poupança global. Somando o valor acima, fiquei em 6% de poupança. Ou seja, de todo o dinheiro que gastei, apenas 6% foram para poupanças, o que é francamente pouco. É melhor que nada mas é pouco.
Tenho de  fazer subir esta percentagem para os 10%, pelo menos.

Terceiro:
Despesas não rotineiras. Em janeiro gastei quase 185,00€ que considerei como gastos extraordinários. Não significa que não fossem necessários (uns mais que outros, naturalmente), mas saem fora das despesas mensais habituais. Tenho de ter mais atenção a estes gastos, para não fugirem do meu controlo.
Tive também quase 115,00€ de despesas que considero como Pontuais, ou seja, aquelas que sendo previsíveis, não têm carácter mensal. É o caso de um seguro de saúde (pago trimestralmente) e a quota da Amnistia Internacional (anual).

Quarto:
Refeições. Almocei fora 7 vezes este mês, com um valor médio de cerca de 7€ por refeição - poderia ter poupado um pouco mais nesta categoria (mais marmitas, e refeições menos onerosas quando for fora). 


Penso que me está a faltar definir claramente orçamentos por categorias. Mas ainda não tenho dados suficientes para tal, por isso, vou manter-me pelos registos e controlo regular mais um ou dois meses.

Fevereiro é mês de rendimento extra que tentarei veicular grandemente para poupança (embora haja uns pneus do carro para trocar...). Logo vos digo como correu!

3 comentários:

Olivia disse...

Há meses em que é mais fácil poupar do que noutros. É mesmo assim. Espero que o próximo seja melhor.

A mamã vai casar disse...

Poupar, por muito pouco que seja é sempre bom.

Life is Sweet disse...

Eu faço a poupança logo no início do mês, ou seja tiro logo o dinheiro da conta como se de uma despesa se tratasse, assim não há como esquecer ou gastar nisto ou naquilo...