quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Sabes que estás a ficar como a ovelha* quando...#2

...combinas almoçar com o marido num shoping, mas vais para outro e ficas à espera que ele apareça!

* completamente Choné! :)

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Facto Surpreendente

A S. assusta-se com tudo o que é barulho. Começa a chorar quando um cão ladra (estando relativamente próximo dela), não gosta do ruído da varinha mágica, fugia do aspirador...

Este fim de semana fomos a uma festa popular na terrinha. Ficamos a ver sair a procissão.
Começaram a lançar foguetes. E ela ficou simplesmente muito atenta a olhar para os fuminhos no ar!
A S. não tem medo de foguetes. Fantástico! :)

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Loja do demo...

   
Estas e mais três... baratinhas e giras!

Presente de aniversário

Ainda não tínhamos comprado nenhum presente de aniversário para a S.
Decidimos esperar que passasse o dia, a festa, para ver o que ela recebia para não se andar a comprar nada repetido.

Mas o tempo foi passando e nós... Nada!

Até que fui espreitar os saldos da Imaginarium. Com 50% de desconto, não se podia desperdiçar! :)
Compramos isto:


Ela adorou! Sempre que ia a casa dos avós dizia "o correga tá estragado", porque os meus sogros têm lá um já do tempo do meu sobrinho mais velho (que tem 12 anos).
Ainda tem um bocado de medo e não explorou todas as possibilidades do equipamento, mas a seu tempo, fá-lo-á! :)

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Feito!

Ontem e hoje foram os dias.
Ontem fiz a massagem. Hoje o SPA de rosto!
Soube tão bem!!

Recomendo o sítio - Inês Malheiros, em Matosinhos.
Atendimento super simpático e profissional. A repetir! :)

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

O tempo voa

O tempo passa quase sem darmos por ela. Ainda no outro dia comentava com o marido que, quando nos apercebêssemos, a S. já nos estava a pedir para sair à noite.

Há 25 meses atrás, era um nico de gente enfiada numa incubadora. Pesava na ronda dos 700g, media pouco mais de 30cm, tinha mil e um fios colados ao corpo, tubos para respirar, cateteres enfiados...

Agora:
  • Pesa mais de 10kg (pouco, mas anda à volta disso). É miudinha para a idade, mas o pediatra acha que ela está ótima, e nós também.
  • Mede um pouco mais de 80cm. Novamente: miudinha mas linda! :)
  • Tem 12 dentitos. Custaram a aparecer, vieram por ordem pouco usual, mas aí estão! 
  • Já começa a ter a mania que corre e gosta de andar depressa atrás ou a fugir das pessoas ("a mamã vem atás de nós") mas continua bastante cautelosa. Não é exploradora embora seja curiosa. Pergunta, pede para mostrar, mas em geral não mexe nas coisas à toa.
  • É brincalhona, dá respostas erradas de propósito e sorri, com um olhar malandro.
  • Fala imenso. Imenso. Tem um vocabulário e uma dicção acima da média para a idade. Memoriza tudo o que se lhe diz e replica passados dias, sem estarmos minimamente a contar, mas perfeitamente enquadrado. Conjuga bastante bem os verbos. Já fala muita coisa na primeira pessoa, já nos trata muitas vezes por "tu" (e não papá e mamã).
  • Já faz birras. Ainda não daquelas terríveis, mas lá hão-de chegar. E tem a mania que já escolhe a roupa, que não quer esta camisola ou aquele vestido, e que tem de calçar os sapatinhos e não as sapatilhas! 
  • Já não encaixa no meu peito, como nas primeiras vezes que lhe peguei. As pernas já ficam dependuradas, já é pesada para se andar com ela muito tempo de um lado para o outro.
  • É carinhosa, meiga, linda e esperta (e não sou só eu que digo, não vá acharem que estou a ser tendenciosa)!
Houve alturas, quando ela estava internada, que parecia que nunca faria uma vida normal com ela. Mas agora, o tempo voa e sei que vou ter muitas saudades desta fase tão linda da vida dela (e da minha)!

Para mais tarde recordar #6

9 e meia da noite. Deitadas as duas na cama, a ver se ela adormecia.
A S. levanta-se, dirige-se à cabeceira da cama e diz:
- Vou compar comidinha!
Eu - Ai sim? Estás com fome, bebé?
S. - Não. Tomei pequeno almoço!

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Para mais tarde recordar #5

Puzzle em madeira com desenho em papel colado.
Um bocado de uma das peças está levantado e a S. decidiu arrancá-lo.

 - "Rasgaste o cãozinho. Agora não temos cão" - digo eu
A S. olha para a peça muito atenta:
 - "Oh... o cãozinho escondeu-se. Não se vê o cãozinho!"

Para mais tarde recordar #4

A S., sem mais nada, virada para a ama:
- Laurinda, a Patrícia Mamona que faz?

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Do Sono

Duas noites um pouco mais calmas. Continua a demorar a adormecer, mas o processo foi mais pacífico, sem choros, sem contorções! 
Ainda não sei bem como fazer a transição para que ela tenha um adormecer mais independente, mais autónomo, sem precisar da minha presença.
Vou lendo sobre o assunto, mas não me sinto confortável em deixá-la a chorar (ainda que seja por momentos muito curtos) e não encontro nenhum "método" em que tal não aconteça...
Sei que devia ter feito este "trabalho" bem mais cedo, quanto mais velha mais complicado será mas nunca ganhei a coragem para o fazer. 
E como ela, apesar de necessitar de ter alguém com ela para adormecer, depois dorme quase sempre a noite completa, vou deixando passar o tempo. 
Apesar de tudo, ela dorme bem. Só não tem bom adormecer!...

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

...

Há 4 anos, fomos aos Açores. Estivemos instalados no Faial, mas fomos 3 dias a S. Jorge, que recomendo vivamente (adorei a ilha).
A viagem de regresso ao Faial, de barco, foi a pior que alguma vez fiz. O mar estava muito agitado, o barco baloiçava para todos os lados.
Sabendo que enjoo, tinha tomado um comprimido e forrado o estômago, e sentei-me ao ar livre, no centro do barco, olhando sempre em frente.
Mesmo assim, obviamente enjoei, mais do que alguma vez havia enjoado, mas mais que isso, tive aquilo que penso ter sido um ataque, uma crise de pânico, de ansiedade...
As minhas mãos começaram a fechar-se e não conseguia abri-las. Parecia ter perdido controlo sobre elas, só conseguia dizer "não consigo abrir as mãos" e as lágrimas rolavam-me pela cara. Sentia-me completamente perdida. Nunca tinha sentido nada assim.
Saí na escala que era feita no Pico e só consegui voltar a entrar num barco na manhã seguinte (tivemos de passar a noite num hotel na Madalena).

Ontem, ao tentar adormecer a S. tive uma sensação muito semelhante.
Ela tem estado inquieta no adormecer. Chora, contorce-se toda, resmunga... num momento parece que acalma, para logo de seguida começar a gritar "não! não!" e voltar a chorar e contorcer-se.
Estava já com ela há mais de 1 hora... e comecei a sentir-me perder o controlo do meu corpo. Um torpor, uma sensação de descontrolo e desconforto físico... as lágrimas a subirem, a quererem aparecer...
Valeu-me que ela pediu para ir para outro quarto ("o quarto do vu e da vó"), deitamo-nos lá na cama, o pai apareceu e deitou-se a nosso lado e ela acalmou e adormeceu.
As lágrimas ainda rolaram...

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Mesmo a precisar

Comprei um voucher para Massagem & Spa de Rosto que inclui:
  • Spa de rosto composto por: Limpeza; Máscara; Hidratação; Massagem.
  • Massagem de Relaxamento Localizada: Costas e membros inferiores


Ainda não marquei mas vou tentar que seja o mais breve possível. Estou mesmo a precisar!

Dos últimos dias

  • Arrumamos mais umas coisitas do salão e já montamos o sofá. Está a caminhar para onde queremos mas ainda temos muito que arrumar!
  • Fizemos um piquenique no Parque da Cidade com os amigos R. e M. Estava um pouco fresquito, mas deu para sair de casa, ver os patos no lago... arejar...
  • Fomos ao Sealife ver "os peixinhos". A S. adorou, andava de um lado para o outro toda contente, encostava-se aos aquários a espreitar... enfim... valeu a pena! Eu adorei rever o Nemo e a Dory! :)
Finding Dory
  • A dieta anda meio a andar, meio esquecida, dependendo dos dias. O que quer dizer que os resultados estão longe do que seria de desejar. Tenho de assentar esta minha cabeça... o problema está claramente na motivação que não está aos níveis que precisava de estar.
  • Adormecer a S. tem sido uma tarefa muito complicada. Fico esgotada mental e fisicamente. Tenho de dar uma volta a isto... 

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

What goes around, comes around!

Há uns tempos atrás, o filho dos padrinhos da S. foi picado por uma vespa quando nos preparávamos para fazer um lanchinho no nosso terraço.
O miúdo chorou que se fartou, e assim de repente, aquela reação pareceu-me um exagero! Não disse nada, mas pronto, pareceu-me exagerado!

Ontem, um daqueles bichos fez de mim alvo e toca de me picar no braço.
E aí percebi! Porra, aquilo dói a sério!!


segunda-feira, 8 de agosto de 2016

O último impulso consumista

Apaixonei-me pelo vestido, acabei por comprar o outfit completo!
Vai ficar tão fofa! :)

Da Girandola (que tem peças lindas de morrer e que são feitas em Portugal)!

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Para mais tarde recordar #3

A S. pega numa boneca de trapos.
- Oh boneca, tu tás "tiste"? "Vamo" buscar um bonequinho para a boneca. A boneca tá "tiste!"


S. - Mamã, canta a canção do Mick
Eu - A mamã não sabe, bebé. É só lá lá lá...
S. - (cantando com a melodia da canção "Era uma vez um cavalo que vivia num lindo carrocel")
       "Era uma vez um Mick,
        que queria fazer uma salada..." (é de um episódio)


A cachopa já inventa letras para as músicas...!!!

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Crónicas de uma dona de casa (quase) desesperada #8

Ontem conseguimos arranjar ajuda para retirar o tampo da "antiga" mesa da sala de jantar para a garagem. Aquela coisa pesa que se farta!

Hoje, comprei este lindo sofá-cama na IKEA, para o nosso salão:


Vai lá ficar um espanto! E ficamos com margem para receber mais gente em nossa casa (não que seja exatamente habitual fazê-lo mas...)

À noite, teremos de nos dedicar a arrumar mais umas coisas, para ganhar espaço para ele! :)

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Crónicas de uma dona de casa (quase) desesperada #7

Não, o salão não ficou operacional este fim de semana. Mas isso não quer dizer que não se tenha trabalhado, e até bastante, na casa nestes dias.

O que conseguimos fazer:
  • Colocar o blackout no quarto da S. (a solução que tínhamos não bloqueava luz quase nenhuma)
  • Desmontar a mesa da sala de jantar (não imaginam o trabalhão que isto deu...) e colocar a mesa e cadeiras "novas"(estamos a trocar a mobília)
  • Arrumar as roupas que estavam no suporte para cabides no salão, e desmontar o suporte (só isto deu um ar mais "destralhado" ao espaço)
  • Desmontar uma das secretárias do salão, e encaminhar para casa dos meus sogros, junto com uma cadeira de escritório (também aqui ganhamos bastante amplitude)
  • Retirar a cama suplente (daquelas dobráveis) do armário (encaminhada para a garagem dos meus sogros) e arrumar naquele espaço malas de viagem e outros afins (que andavam sempre espalhados pelo chão do salão
  • Separar carteiras / bolsas a que não dava uso (libertei metade de uma prateleira no armário do salão)
  • Encaminhar para o ecocentro uma mala do carro cheia de tralha (sapatos velhos, papéis e mais papéis, eletrónicas avariadas,...)
  • Deixar na farmácia um saco cheio de medicamentos fora de prazo, e 4 sacos de sapatos e roupa no contentor da Ultriplo (na esperança que sejam devidamente encaminhados para quem mais necessita)
  • Separar e encaminhar para casa dos meus pais dois sacos com coisas para o bebé da prima A.
  • Devolver o parque de bebé e um saco de roupas à vizinha V.
Ainda há muito para filtrar e destralhar (especialmente papeladas) mas já se vai conseguindo circular no salão e já temos nas nossas cabeças o que queremos fazer com aquele espaço.

Já faltou mais! :)