quinta-feira, 27 de outubro de 2016

70,3


Ontem pesei-me (já não o fazia há algum tempo) e esse foi o número que a balança me apresentou.
70,3kg. É muito. Mais 8,5kg que o meu mínimo pouco antes de engravidar.
Sou daquelas mulheres que ao fim de mais de 2 anos após o parto, ainda não perdeu o peso ganho na gravidez.
Pior: apesar das tentativas já aqui faladas, não me sinto verdadeiramente preparada e motivada para o perder.

Detesto não ter roupa em condições que me sirva.
Não gosto do número na balança.
Não gosto do que vejo no espelho.

Mas nada disto se consegue sobrepor à minha preguiça, ao meu estado emocional, ao meu cansaço...

Todos os dias penso em começar a alterar a minha alimentação, em deixar de comer isto ou aquilo, e substituir por esta ou aquela alternativa.
Mas logo de seguida, vou ao armário das bolachas, ou cravo um doce a alguém no trabalho.

Há um trabalho mental que preciso fazer (ou clique que precisa acontecer) para conseguir dar a volta a isto.
Até lá, tenho de dar-me por muito satisfeita por a balança não ter subido ainda mais.

8 comentários:

Life is Sweet disse...

Eu acredito no click. Sem ele não me acredito que passemos a alterações que na realidade se vejam. Ele aparece, quando menos esperamos, acredita.
O meu peso é quase na dezena seguinte e eu neste momento sinto-me bem. Já pesei menos 10Kg e nessa altura não me sentia tão bem como agora. A isso chama-se auto-aceitação. Quando chegas a esse patamar, acredita, sentes o peso do mundo a sair dos teus ombros :)
Beijo

Valentina Muniz disse...

Só com muita determinação e força de vontade é que consegues mudar. Começa por fazer mudanças pequenas, primeiro, para ser mais fácil. E com o tempo habituas-te a uma nova alimentação.
Beijinho* Confissões de uma Pecadora by Valentina ||
FACEBOOK ||
Croquis - Home Decor

AMOR XXS disse...

Tão eu! Diria que a parte mais difícil de qualquer dieta ou mudança alimentar é a fase de mentalização, força de vontade de levar até ao fim. Começar é fácil, difícil é manter os mesmos hábitos ao longo do tempo, mas assim que interiorizarmos isso, o resto vem com o tempo.

O Biquíni Dourado disse...

Junta-te a mim! Já lá vão 21, mas ainda tenho outros tantos pela frente! O difícil é começar, mas espero ajudar a incentivar a esse início! =D

Força! =D Estamos juntas e assim é tão mais fácil!

♥Cat disse...

Eu também me ando a desleixar... e nem tenho a "desculpa" de ter sido mãe. Ando mesmo a tentar motivar-me para começar a dieta há muito adiada mas anda difícil...
Para mim o ideal é ter alguém que me acompanhe. Aí as coisas ficam mais fáceis.

Raquel Freitas disse...

Acho que só comecei realmente a perder peso depois dos 4 anos do Rúben... Não te preocupes, um dias destes faz-se o tal CLIC e começas a perder peso ou a aceitar-te como és... LINDA! Beijos :*

м♥ disse...

Eu sou dessas sem força de vontade nenhuma. Percebo-te bem.

A Pimenta* disse...

Desde maio que perdi 5 quilos e já poderia ter perdido mais mas neste ultimo mês, perdi-me um pouco. Em todo o caso sinto que nem todos os dias são fáceis e as tentações são demasiadas. No meu caso, a ida à nutricionista numa farmácia foi o melhor. Sinto que preciso de alguém a controlar-me senão a coisa não corre bem. E sim, é uma questão de mentalização. Mudar hábitos alimentares não é de todo fácil e volta e meio, peco mas não me sinto culpada por isso. Tem de haver momentos para tudo. O difícil é dar o passo inicial. Força.