sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Sempre a aprender

A S. esteve doente na semana passada.
Sintomas normais de gripe (febre, mal estar, tosse, ranho).
Mas logo no segundo dia da dita gripe, começou a mancar, a desequilibrar-se com facilidade. Deixou inclusive de correr e começou a pedir ajuda para subir escadas.

Liguei à terapeuta que a acompanhou na Neo do HSJ e que chegou a ir lá a casa fazer uns exercícios com a S no primeiro ano de vida, para que ela a visse.
A terapeuta não conseguiu identificar nada. Confirmou que, de facto, o andar não estava normal, que uma das pernas oferecia alguma resistência, mas a verdade é que a S. não se queixava no manusear da perna (aliás, nunca se queixou de dores), pelo que não parecia ser nada provocado por traumatismo.

Ao fim de uns dias daquilo, comecei a ficar preocupada. Começa a passar-nos pela cabeça tudo, até questões neurológicas.

Como a febre também não dava tréguas ao fim de uma semana, marquei consulta com o pediatra e lá fomos.
O diagnóstico foi rápido e sem alarmes: Sinovite da anca! (Sinoquê???)

Parece que é mais ou menos comum, em situações de infeções víricas em crianças, que o bicho se instale na zona da anca causando inflamação dos tecidos (isto é uma explicação super leiga minha. Podem ler mais aqui, por exemplo).

Dois dias de ibuprofeno de 8 em 8 horas e a coisa passou.

Pregou-nos um susto mas aprendemos um novo termo médico! :)

2 comentários:

Life is Sweet disse...

O que interessa é que ela está melhor. Boas festas!

AMOR XXS disse...

Ainda bem que não foi nada grave, uffa! Mas compreendo a parte de começar a fazer logo um filme ... se compreendo! :)

Feliz Natal.